Startups Como conscientizar os stakeholders da startup sobre a importância das stock options

Como conscientizar os stakeholders da startup sobre a importância das stock options

A criação de planos de stock options tem se mostrado uma boa estratégia para aumentar a atração e a retenção de talentos nas startups. Através de um plano de opções, o empreendedor oferece aos colaboradores a oportunidade de se tornarem donos de um pedaço da empresa em que trabalham (explicamos melhor o funcionamento das stock options para startups aqui). E para maximizar os efeitos positivos esperados de seu plano de opções, o empreendedor deve primeiro conscientizar seus principais stakeholders (atuais ou futuros), como colaboradores, investidores e candidatos a vagas. 

Neste artigo, trouxemos 4 dicas para educar os principais stakeholders da sua startup sobre a importância das stock options: 

 

#1 – Envolva seus investidores no processo desde o início

Ao criar um option pool, o fundador se mostra comprometido com a estruturação de um time engajado e com foco no longo prazo, o que é certamente desejável na ótica de um investidor. Nessa linha, a dica aqui é que, ao invés de acionar os investidores somente para negociar uma eventual diluição ou informar os termos já definidos, eles sejam envolvidos desde o início do processo. Isso proporcionará uma maior clareza sobre o impacto positivo do plano de stock options no desenvolvimento da empresa (afinal, ninguém gosta de ser o último a ficar sabendo das coisas). 

Uma boa prática é chamar os investidores mais próximos e estratégicos para uma conversa, na qual o objetivo seja compartilhar a intenção de criar um SOP (stock options plan) e discutir estratégias de alocação das opções e definição dos termos de vesting, saída e preço. O foco da conversa deve estar sempre nos benefícios que o plano de stock options trará para a startup no longo prazo.

Vale lembrar também que os investidores podem já ter tido experiência na estruturação de planos de opções de outras startups – podendo trazer aprendizados valiosos. E além de ser uma oportunidade para gerar insumos relevantes e coletar diferentes pontos de vista, esse envolvimento gera um impacto positivo no relacionamento com seus investidores – que acabam se sentindo mais engajados para contribuir futuramente com o crescimento do negócio.

 

#2 – Eduque os atuais colaboradores 

A criação do plano de stock options é um convite para que os atuais colaboradores se tornem sócios da empresa em que trabalham, e essa mensagem precisa estar clara. A comunidade interna da startup é uma das maiores beneficiadas com a implementação do plano de opções, e a compreensão disso é a chave para que a empresa sinta os efeitos positivos do option pool, como o aumento no engajamento e na retenção de talentos. 

Por esse motivo, não basta criar o plano e assinar os contratos de opções e achar que o engajamento e a performance da equipe crescerão instantaneamente. Aqui, a dica é que o empreendedor convoque os colaboradores para um momento (happy hour, call ou o formato que melhor encaixar na cultura da empresa) para tratar especificamente sobre o assunto. 

É muito importante ser o mais transparente e objetivo possível na apresentação do SOP. Alguns cuidados importantes a se tomar na hora de fazer essa comunicação:

  • Um contrato de stock options é recheado de termos específicos (vesting, cliff, entre outros). Portanto, depois de explicar o plano de opções através de uma visão holística e abrir para eventuais dúvidas, é recomendável o envio de materiais didáticos para os colaboradores (temos alguns conteúdos que podem ajudar, como este glossário aqui).
  • Para apresentar a proposta de valor das opções aos colaboradores, foque na potencial valorização do preço da ação, e não no percentual de participação (que pode variar de acordo com novos eventos societários).
  • Se está seguindo os padrões de mercado, não tenha receio de apresentar referências de planos de outras empresas. É sempre recomendável mostrar que seu plano está dentro das melhores práticas de mercado.
  • Dúvidas sempre surgem no meio do caminho. Indique um canal aberto e claro para que as perguntas levantadas pelos colaboradores sejam direcionadas e respondidas (aqui no Basement, por exemplo, temos um canal no Slack específico para dúvidas sobre stock options).

 

#3 – Incorpore um ritual de celebração 

Tornar-se sócio da empresa em que trabalha deve ser um motivo de orgulho para o colaborador – essa é a essência por trás da criação de um plano de stock options. 

Para marcar o momento em que as opções são exercidas e tangibilizar o marco atingido, uma boa prática é a criação de rituais de celebração, entregando ao colaborador algum “mimo” (exemplo: uma placa personalizada) para tornar o evento ainda mais especial e memorável. 

Esse tipo de prática impacta positivamente na frente de employer branding – e como consequência, na contratação de novos talentos.

 

Leia também: 5 dicas para atrair e reter talentos na sua startup

 

#4 – Fale sobre as stock options no processo de seleção

Além dos atuais investidores e colaboradores, os candidatos a vagas da sua empresa também podem ser positivamente impactados pelo seu plano de opções. Para potencializar seu efeito na frente de atração de talentos, é recomendável que a startup incorpore comunicações referentes ao plano de stock options ao longo de seu processo de seleção – tanto na descrição das vagas como nas entrevistas. Isso certamente será levado em conta na hora em que o candidato estiver analisando a proposta de emprego. 

 


Aqui no Basement, ajudamos diversas startups a estruturarem e gerenciarem planos de stock options para a equipe. Através de nossa plataforma, empreendedores e colaboradores acompanham suas participações em um só lugar, facilitando o controle dos períodos de cliff e vesting, o acesso aos lastros e documentos e, principalmente, mantendo o cap table sempre organizado.  

Para entender como o Basement pode te ajudar a fazer a gestão do seu plano de stock options, cadastre-se abaixo que entraremos em contato com você: 


Comentários

Nenhuma resposta para esse artigo.

Deixe seu comentário

powered by Logo